Críticas, Listas, Sem categoria

Clássicos do Beat ‘em Up!

Se você é do tempo de assoprar fitas, certamente, vai ser inundado por uma onda de nostalgia com este texto, pois este estilo conta com títulos que marcaram época e até hoje matem uma fã base nas mais diversas partes do mundo.

Andar pelas ruas da cidade enfrentando hordas intermináveis de inimigos, pegar armas pelo chão, enfrentar aqueles meio-chefes e por fim ter a satisfação de enfrentar e derrotar o tão odiado BOSS ou Mestre (chame como quiser) era o que se tinha de mais eletrizante quando se pensava em jogos de ação nos anos 90.

Para o leitor desavisado que, por algum motivo muuuiiito estranho, ainda não se ligou de que tipo de jogos estamos falando, eu vou mencionar as principais características desse subgênero dos jogos de ação, para você se situar na conversa. Vamos lá, trata-se de jogos 2D, de boa renderização para a época, entretanto você pode mover o personagem em várias direções (frente, atrás, cima e baixo). A jogabilidade é muito simples e não exige muita habilidade do jogador, a ambientação é geralmente em um meio urbano (daí o motivo de ser apelidado de “jogo de briga de rua”), entretanto há exceções que trazem cenários místicos, orientais, medievais, etc…

As tramas eram basicamente as mesmas: uma vingança, um policial querendo limpar a cidade, ou o resgate de alguém importante; mas o mais legal é que esses jogos permitem o modo co-op, no qual você pode jogar com até quatro amigos, dependendo do console.

Só de escrever já bate uma vontade de ligar o Megadrive e começar a jogatina… Mas esse texto não é para detalhar o gênero, e sim relembrar alguns dos melhores jogos.

Então, sem mais delongas, vamos nessa.

 

Final Fight

O primeiro jogo que merece destaque é o super-ultra-mega clássico Final Fight. E, por que ele foi falado primeiro?? E ainda com todos esses adjetivos exagerados??? É simples, meu caro, o jogo, que foi lançado pela CAPCOM em 1989, foi o maior vetor de popularização dos jogos de briga de rua. Protagonizado pelo trio Guy, Cody e Haggar, que lutavam contra uma organização criminosa chamada de Mad Gear, que além de atormentar a cidade sequestrou a Jéssica, filha do prefeito da cidade cenário Metro City, agora advinha quem era o prefeito? Ele mesmo, Mike Haggar, um dos personagens que o player pode optar por jogar hahah. Em meio a “tanta coincidência” o jogo fez muito sucesso e fez por merecer o título próprio, já que a ideia inicial era chamar o game de Street Fighter 89’, devido à drástica diferença na jogabilidade de STF e FF a CAPCOM escolheu dar um novo nome a série, e na minha opinião foi a jogada certa!

Resultado de imagem para final fight

 

Double Dragon

A segunda menção é do jogo que foi adaptado para outras mídias e em uma dessas adaptações foi parar nas telonas. Vindo de uma época onde jogos exclusivos não eram uma preocupação da equipe de marketing, Double Dragon foi lançado para as principais plataformas de seu tempo, o que inclui os sistemas Nintendo, Sega Master System, Mega Drive e Atari. Ambientado em uma Nova York pós-apocalíptica, a qual fora destruída durante uma guerra nuclear, o jogo contava mais uma vez uma história de resgate. Dessa vez, a vítima era Marian, namorada de um dos irmãos Lee, que formavam a dupla de protagonistas. A gangue chamada Black Warriors sequestrou a linda Marian para forçar os irmãos Lee a entregarem os segredos do Sōsetsuken, estilo de arte marcial que os irmãos praticavam. Após receber a notícia do sequestro de sua amada, Billy, o personagem de roupa azul, parte em companhia de seu irmão Jimmy, de roupa laranja, em busca do resgate.

Resultado de imagem para double dragon

 

Golden Axe

Saindo um pouco do convencional, Golden Axe se passa em uma terra fictícia, em um período Medieval, para ser mais especifico em um país chamado Yuria. Este jogo, que primeiro foi lançado para fliperama e posteriormente a Sega decidiu trazer para os consoles, nos conta como um ser maligno, Death Adder, e de fora do planeta, invadiu Yuria, tornou o rei e sua filha seus reféns e ainda para completar encontrou e ameaçou destruir o machado de ouro que era o símbolo de Yuria. E, para salvar sua terra das garras do vilão, três cidadãos se juntam em uma jornada de muita ação e aventura, como diria Mike da Swat: “fazer uma baguncinha”. O trio era formado por: Ax Battler, o bárbaro; Tyris Flare, a amazona e por último porém não menos importante Gilius Thunderhead, o anão (para os fãs de Nanatsu, pequeno Gil). Este jogo, em especial, foi um dos responsáveis por tornar este que vos escreve em um fanático por vídeo game.

Resultado de imagem para golden axe

 

Streets of Rage

Lançado após Golden Axe, Streets of Rage foi um sucesso de vendas. O jogo merece estar aqui nesta lista pois cravou seu nome na história dos jogos de briga de rua. SOR, como é carinhosamente chamado pelos fãs, abrange absolutamente todas as características padrão dos jogos Beat ‘em up. O enredo conta como que três ex-policiais, Adam Hunter, Axel Stone e Blaze Fielding, combatem a criminalidade que tomou a cidade com toda força após um sindicato tomar o governo e da polícia. Em meio a tanta turbulência, somente os três juntos podem levar segurança para as pessoas.

Resultado de imagem para streets of rage

 

Battletoads

Deixei por último este jogo pelo motivo de que ele é um divisor de emoções. Ao mesmo tempo em que Beattletoads proporciona ótimas sensações ao jogador, ele também pode te encher de raiva. Quem já jogou sabe bem do que eu tô falando, o jogo é muuuuito difícil e exige bastante dedicação para passar de fases -Ô sapos irritantes- acho até que foi desse jogo que surgiu a expressão popular: “Só basta estar vivo para morrer” creio eu que esse seja o jogo em que os jogadores tenham mais raiva pelo fato de não ter autosave. Embora o roteiro seja simples, esta franquia conta com um vasto universo que merece um texto para abordar seus aspectos de uma forma bem detalhada. A história é mais do mesmo, dois sapos se reúnem para salvar a princesa que foi raptada pela Dark Queen, que atormenta o planeta Ranarok.

Resultado de imagem para battletoads


Esses foram alguns dos mais memoráveis jogos Beat ’em up. Sei que muitos outros jogos incríveis ficaram de fora, então se você sentiu falta de algum deixa ai nos comentários para batermos um papo, valeu falou, até mais…

Por Arthur Raul

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s