Cinema, Críticas, Sem categoria

Deadpool 2: O Mais do Mesmo que Deu Certo!

Finalmente, depois do fenômeno de 2016, o anti-herói mais insano das telonas está de volta, mais ácido do que nunca!

O filme volta com a fórmula que já deu certo antes: a destruição da quarta parede, as piadas em momentos inoportunos, mas que é exatamente o que faz de Deadpool um personagem tão cultuado no meio Nerd/Geek e as sequências de ação que são muito pesadas. Não acredite quando o Deadpool fala que é um filme para a família, porque não é!

Imagem relacionada

 

Mas vamos lá, breve e sem spoilers…

A sequência volta com muito humor e sacadas sensacionais, principalmente no uso das referências que, apesar de serem muitas, não estão ali jogadas só pelo fan service. Algumas delas estão bem na cara, outras vocês terão que prestar um pouco mais de atenção para perceber, porém são referências que mesmo o grande público que não tenha familiaridade com esse meio Nerd/Geek consegue entender tranquilamente e dar boas risadas.

Em questão de direção, o David Linch está de parabéns, uma salva de palmas! As sequências de ação estão muito bem coreografadas e com um timing legal. A fotografia e efeitos especias são muito escrachados, digno do personagem, por isso também está muito legal.

 

Realmente esse personagem insano foi feito para o Ryan Reynolds, o toque delicado que ele dá com sua atuação é algo muito orgânico, nos faz mesmo acreditar que ele sai por aí “metendo o louco” de roupa vermelha e até mesmo quando se precisa de uma carga dramática, mesmo sabendo que logo em seguida virá uma piada, ele consegue entregar e transitar muito bem nesse dois lados. Além disso, a relação do Colossus com o Deadpool está mais bizarra e engraçada do que nunca.

Falando dos atores e seus personagens, a Zazie Beetz caiu como uma luva na personagem Dominó (RAINHA ABSOLUTA). Mesmo sendo um elemento para ajudar no enredo principal, ela rouba a cena nas sequências de ação que participa e irá te divertir muito com isso. Do Cable, foi de onde esperei muito e não saiu quase nada, a caracterização do Josh Brolin está linda mas o personagem em si não te oferece um background que te faça se afeiçoar pelo personagem, ele tá lá ok, mas poderia ser melhor explorado. Não posso esquecer o destaque do filme, o melhor super herói de todos e fiel carona do Deadpool, o taxista Doopinder, que é um alívio cômico destaque em meio a tantos outros que existem no filme.

Resultado de imagem para deadpool gif

Eu preciso te falar da trilha sonora porque o simples uso dela te fará dar risada. É algo realmente muito bom que o longa acertou em cheio novamente, música como Take on Me do A-ha que não teria nada a ver com um filme desse, está lá e é algo incrível porque funciona muito bem.

No fim das contas o que realmente importa é: Vale a pena sair de casa, gastar dinheiro e tempo para assistir a Deadpool 2? A resposta é sim, CLARO QUE SIM. O filme entrega o mais importante, a diversão e toda a insanidade do anti-herói mais amado do cinema.
E CALMA o filme acabou mas as mitadas não, exitem duas cenas pós créditos e a segunda é um ABSURDO.

Nota: 8.5 Etrelas

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s