Sem categoria

Dimensão Contos – A Garota da Torre

Era uma vez uma jovem garota vítima de um feitiço que a prendeu no topo de uma torre, de um castelo guardado por um dragão.

Todas às noites, ela ia à sacada de seu quarto, olhava as estrelas e sonhava com o dia em que alguém chegaria para salvá-la. Ela queria muito se salvar sozinha, mas o feitiço que lhe foi lançado a impedia.

Uma bruxa, com inveja do coração puro da jovem garota, lançou-lhe um feitiço que a tornava incapaz de encontrar o amor. Porém, não era um encantamento qualquer, ele era poderoso e muito difícil de ser quebrado.

A jovem garota sentia angústia e medo todas às vezes que pensava no amor, mas ao mesmo tempo ela sentia que um dia iria encontrá-lo. Sabia que a tempestade iria passar, ela só precisava ser forte por mais um tempo.

Alguns rapazes tentaram enfrentar o dragão, ou subir até o quarto mais alto da torre( que era onde a garota estava), mas todos fracassavam. O castelo era muito protegido, e quando a proteção era ultrapassada o encantamento os impedia.

Então, num belo dia, um jovem rapaz misteriosamente foi tocado por uma luz vinda do céu. Um desejo forte de descobrir o que estava escondido na torre o envolveu, então sem delongas ele montou em seu cavalo branco e seguiu em direção ao castelo.

Ele avistou o dragão, percebeu que seria uma luta difícil, mas algo em seu coração o encorajava e o incentivava a continuar. Estranhamente ele sabia que conseguiria. No final tudo daria certo.

O rapaz respirou fundo, brandiu sua espada reluzente e correu até o dragão.

Como previsto, não foi uma luta fácil. O dragão além de grande era forte e lançava fogo pelas narinas. No entanto, o jovem era habilidoso, pois com um movimento rápido e estratégico pôs fora a cabeça da criatura.

Ele limpou sua espada, guardou-a na bainha e seguiu para torre.

A subida foi cansativa, mas ao mesmo tempo estimulante. Ele queria muito descobrir o quê ou quem estava naquela torre, a luz que o tocou não para de falar em seu coração que ele devia continuar, devia ser persistente e paciente.

Finalmente pisou o último degrau. Inspirou profundamente para recuperar o fôlego e olhou para frente. Havia uma porta semiaberta à frente.

Ele caminhou até a porta e a empurrou para abri-la, revelando uma garota. Ela estava sentada ao chão com correntes nos pulsos.

“ Quando o certo chegar, não sentirei medo nem angústia” pensava a garota todas às noite quando estava na sacada de seu quarto.

O rapaz pegou uma chave na gaveta do criado mudo ao lado da cama e correu até a garota para livrar seus pulsos das correntes.

Ela olhou o rapaz com atenção… Ficaram assim por alguns segundos, apenas um olhando para o outro.

Finalmente ela se veria livre do feitiço e daquela maldita torre, mas também teria que encarar o desconhecido, por isso começou a ficar apavorada… De repente a torre lhe pareceu tão segura e acolhedora.

­- Vamos! – chamou o rapaz.

– Não consigo! Estou com medo! – respondeu a pobre garota da torre.

O rapaz segurou o rosto dela com as mãos para que pudesse olhar em seus olhos e disse:

– Você precisa sair da sua zona de conforto e enfrentar seus medos para que algo mude. Não posso garantir que algo melhor virá ao fazer isso, mas só saberá tentando, melhor do que ficar presa para sempre neste quarto… Apenas peço-lhe… Confie em mim.

Era loucura confiar em um desconhecido, mas a mesma luz que tocou o rapaz pareceu tocar a garota também, e ela soube que podia confiar nele, que já estava mais que na hora que enfrentar seus medos e angústias.

Eles desceram a escadaria juntos. Às vezes ela precisava parar um pouco e respirar fundo para encarar o desconhecido, mas o rapaz estava lá para encorajá-la, sempre de forma paciente.

Finalmente saíram do castelo e seguiram até o cavalo branco do rapaz. Ele desembainhou uma espada que tinha de reserva e entregou para a garota, e disse:

– Eu lhe salvei da torre, agora iremos enfrentar tudo o que estiver por vir juntos. Vou lhe ensinar a lutar.

Ela assentiu e beijou o rapaz na bochecha. Foi nesse momento que ela soube que algo havia sido quebrado. O feitiço havia sido quebrado. Ele era seu amor verdadeiro, e ela sempre lhe seria grata por ele ter lhe salvo da torre.

Eles montaram no cavalo branco e seguiram em direção ao horizonte, onde se encontrava seu feliz para sempre.

 

FIM


Marianne Rocha é oriunda de Aracaju/SE e nasceu no dia 20/06/1995. É formada em nutrição, escritora nos tempos livres e autora do livro “A dimensão Arkam”.Desde pequena costumava criar histórias e as interpretava com suas primas e amigas de infância. Sua paixão pela leitura iniciou aos catorze anos, quando também decidiu começar a escrever. Principiou escrevendo um pouco de tudo, como letras de músicas, poemas e até histórias em quadrinhos, já que também gostava de desenhar.  Até que um dia encucou que escreveria um livro. Então com muita leitura e determinação conseguiu pôr no papel o que estava em sua mente, dando início a sua paixão pela escrita.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s